[kads group="topo-1"]


A CHAVE DA COMPREENSÃO

O ser humano tem uma dificuldade imensa de olhar para si e compreender o que vem a ser sua real essência. Se olhar para si já é difícil, olhar para o próximo é outra dificuldade a ser superada… Na maioria das vezes nos sentimos prejudicados e ofendidos pela atitude de um semelhante, entretanto, não nos colocamos no lugar da pessoa para entendê-la. Quando nos compreendemos e captamos o que realmente somos adquirimos a capacidade de avaliar as atitudes dos outros sem melindres.

Vivemos com pessoas e pensamentos diversos para que possamos aprender a nos tornarmos fortes e compreensivos. Mas o que vemos no mundo é um embate constante por não haver compreensão do novo e também do diferente. O orgulho e a vaidade acabam cegando a todos aqueles que pensam serem os donos da verdade. Somente aquilo que falam e pensam é o certo. Cada um de nós foi criado por famílias diferentes e com costumes que nem sempre são compatíveis… Eis aí a beleza da diversidade!

Fisicamente somos feitos da mesma matéria, mas o espírito que anima essa matéria tem a sua identidade própria. Não podemos padronizar o ser humano. É preciso aproveitar as diversidades para aprendermos a amar e respeitar o nosso próximo e as diferenças que nos distinguem uns dos outros. Esse planeta escola traz lições duras e doloridas. Aquele que souber utilizar o conhecimento de si mesmo para compreender o seu próximo estará auxiliando na evolução espiritual sua, dos outros e do planeta.

Não podemos deixar para depois a busca do conhecimento interior, pois ela é a chave da compreensão do eu e dos outros. Aquele que busca a compreensão em si é paciente e benevolente. Está preparado para manter o equilíbrio nos ambientes que frequenta e com certeza leva luz para aqueles que ainda estão cegos pela vaidade e pelo orgulho. O caminho é árduo, mas não impossível. É necessário querer para fazer acontecer o entendimento entre todos os seres humanos. Somos irmãos e temos o dever de nos compreendermos e nos amarmos como nos ensinou o mais perfeito ser humano que pisou nesse planeta: Jesus Cristo. Tudo depende de nós e da nossa vontade de mudar!

Compartilhe:

Sobre o Autor

Lucy Alves Tavernezi

Lucy Alves TaverneziFormada em Comunicação Social pela OSEC-SP; Participante de grupos de Estudos Espíritas na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE).

Todos os Posts de: Lucy Alves Tavernezi