Nas bancas!

.

.

Reencarnar Mulher:
opção ou necessidade evolutiva?

Já é de conhecimento dos espíritas de que os espíritos não têm sexo. Nesta edição a SER Espírita convida seus leitores a estenderem o olhar sobre os espíritos que reencarnam em corpos femininos.

Já nas bancas e nas principais livrarias de sua cidade!
G
aranta a sua!

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE ESSA EDIÇÃO!

Amigo da SER Espírita

Causas da crise moral

Considerando que somos espíritos encarnados em um grande Lar Escola chamado Terra, podemos apontar para os instrumentos e as instruções, que compõe a chamada educação; como causas em potencial. Isto inclui tanto a educação oferecida no lar e nas escolas, como nas organizações públicas e privadas, sem eximir os meios de comunicação escrita, falada e televisionada. Afinal a crise é comportamental, e comportamento é sempre efeito dos princípios valores e crenças que promovemos e que as pessoas adotam em suas vidas. Se estivermos de acordo com o diagnóstico, novas perguntas se apresentam; entre elas: - O que devemos fazer?

Leia mais

Mãos à Obra
Para aqueles que se propõem a ser agentes fomentadores da causa do bem, além dessa intensa predisposição em ajudar a quem quer que seja e essa capacidade de fazer renúncia voluntária, um importante pré requisito seria estarem bem consigo mesmos, equilibrados, cientes de seus limites e potencialidades e munidos de um plano de ação que lês permita superar quaisquer percalços sem esmorecer. (...)
A boa prática da caridade não consiste apenas em darmos de vez um quando um pouco dos bens materiais que nos sobram, mas em partilharmos de forma constante um pouco de nosso tempo, nossas ideias, nossas habilidades, nossa visão de mundo e dos valores morais que já fomos capazes de alcançar. A caridade não se exaure em ajudarmos o próximo a ter, mas também a ser. Muitas vezes encontramos pessoas a quem não falta nenhuma espécie de facilidade material, mas que são extremamente carentes de valores morais ou mesmo de um sentido efetivo em suas vidas.
Textos Anteriores

Leia mais

Lucy Tavernezi

Unidos pelo amor e pela prece

A vida é mesmo uma caixinha de surpresas... Quando imaginamos que tudo está perfeito do jeito que está em questão de segundos tudo se transforma sem que possamos compreender de pronto qual o significado daquele momento. Quem não tem o hábito de se conectar a Deus e buscar forças em seu colo de pai poderá sofrer e muito se a mudança for algo negativo. Para as coisas boas da vida todos estamos preparados, mas para os desafios ainda nos debatemos e culpamos a Deus pela nossa desdita... É preciso ter a percepção de que os acontecimentos ruins são gerados pela falta de amor e respeito ao próximo, pois nos prejudicamos mutuamente e depois dizemos que Deus é injusto.

Textos Anteriores 

Leia mais

Festas Juninas

Vinte e quatro de junho, solstício de verão no hemisfério norte. No dia mais longo do ano, povos pagãos da Europa comemoravam suas colheitas com festa, fogueira e muita dança. Quando o simbolismo cristão se alastrou, fez que o culto à Natureza das festas pagãs fosse sufocado em nome de Deus e, no mês de junho, três santos católicos se tornaram motivações festivas: Santo Antônio, São João e São Pedro. São as bem conhecidas festas juninas, caricaturadas pelo fenômeno da urbanização no Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais 

Eternizar-se a cada Segundo

(...)como a mudança é permanente no Universo, uns a aceitam como processo e procuram dar-lhe um sentido novo, usufruindo dos seus resultados(...)

Textos anteriores

Leia mais

A lição mais importante

Vivemos sempre o resultado das escolhas que fazemos; é através destes resultados que faremos reflexão, reforçando ou não a direção que tomamos. Mas, será que as escolhas que temos feito refletem verdadeiramente nossas convicções? Será que elas estão representando na prática o que realmente somos? Afinal, como vamos saber os resultados decorrentes de nossas convicções se não as exercitamos? Elas representam legitimamente o que somos. 

Leia mais 

Colunista Emerson Granemann

Católicos, evangélicos, budistas e espíritas juntos

Em abril deste ano, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, tive o seguinte diálogo quando estava no caixa da livraria. Vi o livro que um rapaz estava comprando com o título "Jesus - O Maior Psicólogo que Já Existiu". Comentei que minha mãe tinha me presenteado com este livro e adicionei que apesar de não ser católico gosto muito de ler sobre o Jesus histórico (já li cinco livros a respeito), pois sua figura me fascina. Ele me perguntou se eu era evangélico. Eu respondi que sou espírita. Ele sorriu e disse que seu pai é evangélico, sua mãe é espírita, ele é católico e sua esposa, evangélica. E acrescentou que todos vivem em harmonia. Novos e bons tempos... Sorrimos, concordamos que todos têm o mesmo objetivo, que é ser feliz, e nos despedimos.

Leia mais

Viver feliz

Onde está o limite que separa a felicidade da infelicidade?

Poderá estar em nossa mente, que determina se somos ou não somos felizes.

Se fizermos uma análise das pessoas à nossa volta, iremos perceber que as que se consideram felizes demonstram essa felicidade nos seus atos, nos seus semblantes. Estão sempre dispostas, bem humoradas sejam quais forem as situações em que vivem sob o ponto de vista material, intelectual, social, profissional e familiar.

LEIA MAISS

Lançamento

ESTRUTURAS DINÂMICAS DO PENSAMENTO ESPÍRITA

Este livro traz a coletânea de orientações psicofonadas pelo espírito Antonio Grimm. As psicofonias (comunicações orais) foram ditadas através do médium Maury Rodrigues da Cruz, e são referentes às atividadesdo Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) da Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE) no anos de 2011.

COMPRE AQUI

Enquete

Você já leu algum livro digital?
 

Realização